X
Endometriose - Clínica Ayroza Ribeiro - Ginecologia Minimamente Invasiva
Endometriose


O que é?

Doença caracterizada pela presença do endométrio – tecido que reveste o interior do útero – fora da cavidade uterina, ou seja, em outros órgãos da pelve: trompas, ovários, intestinos e bexiga.

Todos os meses, o endométrio fica mais espesso para que um óvulo fecundado possa se implantar nele. Quando não há gravidez, esse endométrio que aumentou descama e é expelido na menstruação. Em alguns casos, um pouco desse sangue migra no sentido oposto e cai nos ovários ou na cavidade abdominal, causando a lesão endometriótica. As causas desse comportamento ainda são desconhecidas, mas sabe-se que há um risco maior de desenvolver endometriose se a mãe ou irmã da paciente sofrem com a doença.

É importante destacar que a doença acomete mulheres a partir da primeira menstruação e pode se estender até a última. Geralmente, o diagnóstico acontece quando a paciente está na faixa dos 30 anos.

Hoje, a doença afeta cerca de seis milhões de brasileiras. De acordo com a Associação Brasileira de Endometriose, entre 10% a 15% das mulheres em idade reprodutiva (13 a 45 anos) podem desenvolvê-la e 30% tem chances de ficarem estéreis.


Sintomas

Os principais sintomas da endometriose são dor e infertilidade. Aproximadamente 20% das mulheres têm apenas dor, 60% têm dor e infertilidade, e 20% apenas infertilidade.

Existem mulheres que sofrem dores incapacitantes e outras que não sentem nenhum tipo de desconforto. Entre os sintomas mais comuns estão:


• Cólicas menstruais intensas e dor durante a menstruação;

• Dor pré-menstrual;

• Dor durante as relações sexuais;

• Dor difusa ou crônica na região pélvica;

• Fadiga crônica e exaustão;

• Sangramento menstrual intenso ou irregular;

• Alterações intestinais ou urinárias durante a menstruação;

• Dificuldade para engravidar e infertilidade.


A dor da endometriose pode se manifestar como uma cólica menstrual intensa, ou dor pélvica/abdominal à relação sexual, ou dor “no intestino” na época das menstruações, ou, ainda, uma mistura desses sintomas.


Tratamento na Clínica

• Diagnóstico Minimamente Invasivo;

• Orientação Nutricional;

• Orientaçãp Psicológica;

• Orientação de Atividade Física;

• Terapia Clínica Hormonal;

• Tratamento Cirúrgico Minimamente Invasivo.



Leia também
Ferramenta ajuda no tratamento de endometriose profunda

Dispositivo de dissecção ultrassônica sem fio ajuda a separar tecidos comprometidos sem a necessidade de suturar, cortando e cauterizando a parte indesejada com o calor do ultrassom, de forma minimamente invasiva.




Ginecologista Helizabeth Salomão fala sobre características da endometriose

É preciso ficar atento aos sintomas da doença e investigar as causas, diz especialista




Dra. Helizabet Salomão tira dúvidas sobre métodos anticoncepcionais

Em entrevista ao programa Bem Estar, Ginecologistas ajudam na Decisão que deve ser tomada sempre com orientação do médico.




O que é endoscopia ginecológica?

A endoscopia ginecológica é uma técnica que utiliza pequenos aparelhos chamados de endoscópio para visualizar o interior do abdômen e dos órgãos genitais.